Está internado sob escolta policial nesta terça-feira (10) um eletricista, de 32 anos, que foi baleado por um policial em Extrema, no Sul de Minas. O fato ocorreu nessa segunda-feira (9), depois que o homem ameaçava matar a mulher dele, no centro da cidade. A auxiliar de serviços gerais, 29 anos, chamou a polícia por temer que o ex-marido cumprisse as ameaças, quando os militares chegaram até a residência na avenida Luiz Alves Cardoso Sobrinho, o homem ficou nervoso e buscou uma arma no interior da casa.

A mulher avisou aos policiais que o marido tinho um revólver de calibre 38 e que, antes da chegada deles, ele ainda não havia feito uso da arma. O homem apareceu do lado de fora da casa com a arma em punho e o dedo no gatilho mirando para a guarnição policial, conforme os militares. Um dos policiais acabou atirando na região da virilha no homem. Ele foi socorrido pelos próprios policiais para um pronto-socorro, mas ainda na segunda-feira, ele foi encaminhado para o Hospital São Lucas.

Nesta terça, o eletricista permanece em estado estável e não corre risco de morte. Ele está sendo escoltado por policiais e deve ser conduzido para a delegacia de Extrema assim que receber a alta médica.