Em um cenário de destrição provocado pela chuva, uma corrente de solidariedade se forma em Minas. Desde que as primeiras vítimas surgiram, toneladas de roupas e produtos lotam galpões.

Os donativos chegam de todos os cantos e são distribuídos, por agentes públicos e voluntários, para quem perdeu tudo nas enchentes. 

A Cruz Vermelha, uma das entidades que arrecada as contribuições, informou que a quantidade de roupa no estoque já é suficiente para suprir a demanda de desalojados e desabrigados. Mas ainda há prioridades.

“Agora precisamos de água, colchões, cobertores, roupas de cama e, principalmente, produtos de higiene pessoal e de limpeza”, conta o diretor de projetos de captação, Bernardo Eliazar. Até o momento, Cruz Vermelha recebeu 40 toneladas.

Ajuda

Além de dois pontos de entrega – Alameda Ezequiel Dias, 427; e avenida Úrsula Paulino, 1.555 –, o Serviço Social Autônomo (Servas), na Cristóvão Colombo, 683, e todos os batalhões da PM e Corpo de Bombeiros recebem doações.

Conforme o Estado, uma força-tarefa montada pelos órgãos de assistência social e de segurança garante que os 853 municípios recebam e repassem as doações para quem precisa.

Além disso:

Pelo menos 39 cidades podem registrar chuvas significativas, de mais de 100 milímetros (mm), até 10h de hoje. O aviso é do Instituto Mineiro de Gestão das Águas (Igam). A previsão é de temporais no Norte, Leste e nos vales do Mucuri e Rio Doce. Na região Central devem ocorrer precipitações, mas em menor intensidade.

Na capital, também não haverá trégua. Além do risco geológico em toda a cidade, o volume de chuva pode chegar hoje a 60mm. Rajadas de vento de até 60 km/h estão previstas, conforme a Defesa Civil.

Leia também:
Temporal deixa 18 mil desalojados e desabrigados em Minas; no Estado, 653 cidades têm essa população
Sobe para 47 o número de mortos pela chuva em Minas desde sexta-feira; quatro estão desaparecidos
Banco do Brasil abre contas especiais para depósitos de ajuda a vítimas das chuvas em Minas
Desde quinta-feira, equipes da prefeitura recolheram mais de 2 mil toneladas de lixo e entulho
Moradores de Santa Luzia enfrentam congestionamento por causa de vias interditadas