Todos os táxis metropolitanos de Minas Gerais terão que instalar, no interior do veículo, plaquetas em braile com os dados da placa do carro. Além disso, os motoristas também vão ter que exibir a mesma informação com caracteres ampliados.

A lei que determina a novidade foi sancionada pelo governador Fernando Pimentel (PT) e publicada no Diário Oficial desta terça-feira (9). A norma estabelece, ainda, que seja disponibilizado para os passageiros deficientes visuais o número do telefone do serviço de atendimento do Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem (DEER-MG) para informações e reclamações.

O texto com as regras é de autoria do deputado Dalmo Ribeiro Silva (PSDB), que alegou que as medidas vão facilitar o transporte das pessoas com dificuldades visuais. "Para tornar sua viagem mais tranquila e possibilitar rápida solução, caso aconteça, por exemplo, o esquecimento de algum pertence no interior do veículo, propomos este projeto", justificou o parlamentar. 

"Não é tão raro que isso aconteça, e a afixação das plaquetas ofereceria às pessoas com deficiência visual a possibilidade de reaver o objeto esquecido, já que poderiam identificar o táxi em que viajaram", completou.