Um vídeo que mostra parte da negociação com os assaltantes que aterrorizaram a cidade de Uberaba, no Triângulo Mineiro, na madrugada desta quinta-feira (27), durante a tentativa de explosão de uma agência bancária. Nas imagens, aparentemente feita por um dos suspeitos, é possível ouvir o pedido de garantia da integridade física dos presos e, também, para que um "deputado amigo" fosse acionado pela polícia. 

"Já manda lá para o deputado lá, o deputado amigo nosso. O coronel vai falar aqui. Nosso pedido é nossa integridade física, nós sair, deixar nós preso, sem esculacho, sem botar a mão em ninguém. O coronel está dando a palavra dele, já bota no Instagram e em todo lugar do Brasil (sic)", diz a voz do autor das imagens. 

Logo em seguida é possível ver o militar, que se identifica apenas como coronel Frederico, que se compromete a atender os pedidos da quadrilha. "Vai ser dado um tratamento humano, sem esculacho, nós só vamos fazer cumprir a lei. Os senhores serão detidos, e conduzidos à Delegacia de Plantão de Uberaba com a integridade física dos senhores totalmente garantida", completa o policial. 

Procurada pelo Hoje em Dia, a assessoria de imprensa da Polícia Militar (PM) confirmou que a imagem é verídica e que os policiais que podem ser vistos na filmagem são o coronel Frederico Geraldo Ferreira e o tenente-coronel Carlos Eduardo Ferreira, ambos de Belo Horizonte, lotados no Batalhão de Operações Especiais (Bope) da corporação. Porém, a corporação disse não saber quem seria o parlamentar que os suspeitos pediram que fosse acionado. 

O assalto

A quadrilha formada por 20 a 25 homens distribuídos em diversos veículos chegou ao município, de quase 300 mil habitantes, por volta das 3h45 desta quinta-feira. Fortemente armado, o bando se direcionou para a agência do Banco do Brasil da avenida Leopoldino de Oliveira, a principal da cidade. De acordo com a PM, eles conseguiram acessar a agência bancária e explodir o cofre, porém, ainda não se sabe se alguma quantia chegou a ser subtraída. 

A quadrilha foi cercada ainda no centro da cidade, trocando tiros com os policiais. Durante o tiroteio, três moradores acabaram baleados. Um homem foi atingido por um tiro no pé e outro atingido por um disparo de raspão. Já uma mulher, que passava pelo local e teria sido abordada pelos suspeitos, acabou baleada na cabeça após se recusar a entregar o veículo, também segundo a PM. Ela segue internada e seu estado é gravíssimo. 

Em seguida a quadrilha fugiu para a zona rural, onde foram cercados e encontrados em um caminhão, onde eles faziam sete reféns. Após mais de duas horas de negociação, dez suspeitos foram presos e os sete reféns, sendo uma garotinha de 2 anos, um adolescente de 12, duas mulheres e três homens, acabaram libertados sem ferimentos. 

Foram apreendidos 11 fuzis de calibres 7.62 e 5.56, um fuzil calibre .50 e duas pistolas, calibre 9 mm e .40. Vasta munição e diversos coletes à prova de balas também foram recolhidos pela PM. 

Leia mais:
Com reação previamente planejada, PM de Uberaba 'direcionou' quadrilha para embate na zona rural
Homem de 57 anos tem parada cardíaca e morre durante tiroteio em Uberaba
Mulher baleada na cabeça em assalto a banco em Uberaba passa por cirurgia; estado é gravíssimo
Polícia liberta sete reféns e prende 10 bandidos em Uberaba; armamento é apreendido