Em novo protocolo, Estado reduz distanciamento nas escolas mineiras para 90 centímetros

Da Redação
portal@hojeemdia.com.br
10/09/2021 às 21:14.
Atualizado em 05/12/2021 às 05:51
 (Reprodução/ Freepik)

(Reprodução/ Freepik)

O distanciamento nas escolas de Minas Gerais será reduzido para 90 centímetros, ante 1,5 metro até então. Além disso, a capacidade de lotação dos espaços escolares subirá para 50%. As mudanças foram anunciadas nesta sexta-feira (10) pela Secretaria de Estado de Educação (SEE).

De acordo com a pasta, a nova versão do protocolo a ser seguido nos colégios mineiros foi aprovada durante a reunião do Comitê Extraordinário Covid-19, com base no cenário epidemiológico atual. O objetivo das alterações é a "manutenção de um retorno seguro às atividades presenciais".

A principal alteração ocorreu em relação ao distanciamento praticado nas unidades escolares, que passou para 90 centímetros. Segundo o governo, estudos demonstram que esse distanciamento é viável para a proteção coletiva em ambientes escolares, desde que outras estratégias de prevenção também sejam adotadas.

No entanto, ainda como forma de prevenção à transmissão, o distanciamento nos refeitórios (locais sem utilização de máscaras quando os alunos estão se alimentando) recomendado continua sendo de 1,5 metro.

Outra mudança é a lotação dos espaços, que saltou de 1/3 em salas de aulas, refeitórios e transportes escolares para 50% da capacidade. O protocolo completo pode ser visto aqui.

"Tanto a taxa de incidência da Covid-19, os índices de hospitalização e número de óbitos no Estado estão constantes, mesmo após o retorno escolar ocorrido em julho de 2021", avaliou a coordenadora do Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (CIEVS-MG), Eva Lídia Arcoverde.

Ampliação

Segundo a SEE, a renovação do protocolo foi possível devido aos indicadores da pandemia em Minas. Entre eles, a taxa de incidência do  novo coronavírus registrou queda de 37% na última semana e de 44% nos 14 dias anteriores. Já as internações caíram 35% em quatro semanas. Vinte e cinco pessoas aguardam por uma vaga de UTI Covid. Esse número chegou a 227 em 10 de junho.

"Outro destaque é o avanço da vacinação, com a cobertura vacinal da população acima de 18 anos em 84,96% e, de segunda dose, em 39,92%, segundo a Secretaria de Estado de Saúde (SES), por meio das informações do Painel Vacinômetro em 10 de setembro. Em conjunto, os dados permitem, neste momento, um pouco mais de flexibilidade para os ajustes propostos", informou, em nota.

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por