Preocupada com o tio que saiu no sábado (13) e não retornou, uma sobrinha de um empresário de 46 anos acabou encontrando o corpo do familiar na manhã desta segunda-feira (15), no interior de seu apartamento, no bairro Santa Terezinha, na região da Pampulha, em Belo Horizonte. A vítima, que apresentava sinais de violência, estava com as mãos e os pés amarrados com fios elétricos. 

A Polícia Militar (PM) foi acionada na rua Hélia Ricaldoni de Freitas por volta das 8h30 e, conforme a corporação, quando os militares chegaram foram informados pela sobrinha, que não teve a idade divulgada, que desde o fim de semana os parentes estavam tentando falar com o tio, que não atendia às ligações. 

Ela foi até o prédio no domingo (14), tento percebido que a luz do apartamento estava acesa. Porém, notou também que o carro dele não estava estacionado na garagem do edifício.

Já nesta manhã, como o empresário não apareceu para abrir a sua empresa de refrigeração localizada no bairro Santo André, na região Noroeste da capital, a sobrinha resolveu retornar ao imóvel, desta vez acompanhada de uma tia.

Depois de terem acesso ao prédio, as familiares foram até o apartamento da vítima, constatando que a porta estava fechada, mas destrancada. Assim que entraram elas notaram que eletrodomésticos estavam fora do lugar, sendo que a televisão tinha sumido. 

Quando entraram no quarto, as mulheres encontraram o homem deitado sobre a cama, apenas de cueca, e com a cabeça tampada por um cobertor, constatando em seguida que ele já estava morto.Ainda em relato à PM, a sobrinha disse que o tio não tinha inimigos e era uma pessoa muito tranquila.

Além dos fios usados para amarrar os pés e mãos do empresário, ele trazia ainda um fio amarrado no pescoço. A perícia da Polícia Civil (PC) esteve no imóvel, mas não informou o que teria causado a morte da vítima. A suspeita inicial da polícia é de que tenha se tratado de um latrocínio, já que o veículo e objetos da vítima foram levados pelo suspeito.

O crime será investigado pela Delegacia de Homicídios Noroeste. 

Leia mais:
Família encontrada morta em apartamento foi vítima de vazamento de gás
Empresário é morto com tiros no peito dentro do próprio carro no Serrano
Empresário de Governador Valadares foi morto pelo próprio sócio, conclui Polícia Civil