O empresário Abdala Cheik, proprietário de um conhecido empório árabe em Belo Horizonte, morreu na madrugada desta quarta-feira (7), em decorrência de complicações causadas pela Covid-19. O estabelecimento, que tem o mesmo nome do comerciante, está localizado na tradicional Feira dos Produtores, no bairro Cidade Nova, região Nordeste da capital. 

Segundo a família, ele teve falência múltipla dos órgãos após apresentar um quadro de choque séptico, pneumonia e insuficiências cardíaca e renal aguda. "Sabemos que o ambiente da Feira dos Produtores nunca mais será o mesmo sem esse grandão de voz imponente, com cara de bravo, mas com coração de ouro, brincalhão e muito amigo de todos", publicou a filha de Cheik em uma rede social.

Em outro trecho do comunicado, os parentes do empresário chamaram a atenção para a gravidade da pandemia. "Não sejam céticos e egoístas! Use este exemplo de dor para se cuidarem, cuidarem dos seus e cuidarem de todos nós!".

A filha do comerciante também agradeceu as mensagens de apoio, carinho e solidariedade. "Isso traz consolo e conforto ao meu coração e só ressalta o tão querido e amado o meu pai era. Peço que continuem orando pela alma do meu pai, para que ele se desprenda deste mundo material e se eleve ao novo caminho junto ao nosso senhor Jesus Cristo", completou.

Leia Mais:
Ex-deputado Ivair Nogueira morre de Covid em BH
Morre em São Paulo o crítico literário Alfredo Bosi
Ex-ministro do STJ, mineiro Paulo Medina morre de Covid-19 em BH