Mais uma rodoviária clandestina foi fechada em Belo Horizonte nesta quinta-feira (27), na rua Curitiba, no Centro da capital mineira. A empresa Eder Tour Turismo, que realizava viagens intermunicipais para cidades da região Norte de Minas Gerais foi interditada durante uma operação conjunta entre o Departamento de Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER), da Polícia Civil, da Polícia Militar, da Secretaria de Estado de Fazenda e da Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte (BHTrans).

A sede, sem alvará, na hora da ação conjunta, estava com duas funcionárias e alguns clientes, que foram detidos e, após depoimento, foram liberados no fim do dia. No escritório foram apreendidos computadores, máquinas de cartão de crédito e de emissão de bilhetes, passagens, e cerca de R$ 1,6 mil em dinheiro.

A delegada Roseli Baeta disse que a empresa realizava em média 28 viagens semanais para cidades como Maria da Cruz, Lontra, Mirabela, São Bento, Itacarambi, Januária, Montes Claros, Bocaiuva e Nova Esperança, com veículos precários, sem autorização e vistorias.

Conforme a delegada, o proprietário da Eder Tour Turismo não foi localizado, mas sua prisão temporária já foi encaminhada. Ele deve responder por crime de trânsito, sonegação fiscal, estelionato, e risco à vida. Nenhum ônibus da empresa foi apreendido.

No dia 13 dezembro o Hoje em Dia mostrou como funcionava uma rodoviária clandestina, com passagens mais baratas, montada na avenida Antônio Carlos, 719, no bairro Lagoinha, região Noroeste de BH. Após denúncia, o local foi interditado no dia 21 de dezembro pelo Departamento de Estradas e Rodagens (DER).