Sete submetralhadoras foram apreendias no Aglomerado Morro das Pedras, na região Oeste da capital, durante ação da Polícia Militar em combate ao tráfico de drogas, armas e homicídios no local, na madrugada desta terça-feira (14). O material estava em uma bolsa, o que indica que seria entregue a comandantes do tráfico, segundo a PM. Ninguém foi preso.

De acordo com o tenente Gilson, os militares do Gepar da 125ª companhia - grupo especializado no trabalho em aglomerados - faziam caminhada pela área quando notaram um rapaz em atitude suspeita. O indivíduo, ao perceber a chegada dos agentes, entrou no beco João Fernandes e conseguiu se livrar da abordagem. A PM também ouviu sons de homens pulando de uma lage. 

Ao subir no local, foi localizada uma bolsa com os armamentos, sendo sete submetralhadoras de fabricação caseira, com seus carregadores e alto potencial de fogo, 35 unidades de munição 9mm, duas toucas 'ninja' e quatro rádios-comunicadores. 

"Essa encomenda estava encaminhada para alguém com o objetivo de fortalecer o tráfico no local ou de cometer homicídios", contou o militar.

A área onde foram encontrados os ítens é chamada de zona quente pela PM. Segundo a corporação, trata-se de local, dentro do aglomerado, com maior possibilidade de surgimento de conflitos, como assassinatos, também por causa da venda de entorpecentes.