Em torno de 100 funcionários do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) fecharam a entrada do Fórum Lafayette, no Barro Preto, na região Centro-Sul de Belo Horizonte, durante protesto na tarde desta terça-feira (3). A manifestação, organizada pelo Sindicato dos Servidores da Justiça de Primeira Instância do Estado de Minas Gerais (Serjusmig), deixou o trânsito bastante lento na avenida Augusto de Lima, conforme a BHTrans.
 
Segundo a assessoria do TJMG, o protesto durou em torno de 40 minutos e todos os manifestantes vestiam roupas pretas e fizeram um velório simbólico na entrada do fórum.
 
De acordo com texto de convocação do Serjusmig, o ato público foi feito "em defesa da posse imediata dos aprovados no concurso público regido pelo edital 01/2009". O sindicato ainda ressaltou que, nesta terça, é julgado o procedimento de acompanhamento de cumprimento de decisão proferida pelo CNJ, quando o futuro dos aprovados no concurso será discutido. O objetivo do protesto foi "chamar a atenção das autoridades públicas, dos operadores do direito e da sociedade civil em geral, para a importância da posse de pelo menos 1.200 novos servidores aprovados no concurso vigente".