O rompimento de uma tubulação de gás da Gasmig está causando transtornos na região da Savassi, próximo à Faculdade de Arquitetura da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). De acordo com o Corpo de Bombeiros, uma escavadeira que faz obras no local teria sido a responsável pelo rompimento.

Segundo a assessoria da Gasmig, uma equipe esteve no local já conseguiu pinçar a tubulação, após pouco mais de três horas de vazamento. Corpo de Bombeiros e BHTrans também estiveram no local. A empresa afirma que não houve risco de explosões por isqueiros acesos próximo ao local, por exemplo. O que vazou foi gás natural que, segundo explicou Isaias Carlos, gerente de Manutenção da estatal, é mais leve que o ar e por isso se dissipa rapidamente na atmosfera. A região segue sendo monitorada para checar a concentração de gás, que a princípio, não oferece riscos de intoxicação.

Guilherme Sanson, gerente do hotel Ibis, afirmou que em momento algum eles foram comunicados sobre riscos ou sobre a necessidade de se evacuar o hotel. Os prédios em volta não chegaram a ser esvaziados, mas o trânsito de pessoas e veículos foi fechado ainda no meio da tarde.

De acordo com a arquiteta e professora universitária Virgínia Caetano, o prédio da UFMG precisou ser evacuado por volta das 16 horas. Ela participava de uma banca no momento em que o cheiro forte de gás começou a ser sentido.

Após algumas horas de espera, os moradores da região continuam tentando chegar a seus prédios. Trabalhadores e outras pessoas que estão com os carros em estacionamentos também buscam informações de quando poderão chegar a seus veiculos. Varias foram as reclamações sobre a falta de informações e previsão de quando a rua seria liberada. A Gonçalves Dias ficou fechada entre as ruas Rio Grande do Norte e Paraíba.

No início da noite a Cemig chegou ao local para interroper o fornecimento de energia do quarteirão. Por volta das 18h30 os alunos da Faculdade de Arquitetura da UFMG foram liberados para entrar no prédio e retirar os pertences.

Confira o comunicado da Gasmig na íntegra

"
A GASMIG informa que sua rede de gás natural canalizado de rua, na rua Gonçalves Dias, altura do número 744, no bairro Funcionários, região Centro-Sul de Belo Horizonte, foi atingida por uma retroescavadeira na tarde desta quarta-feira (06), provocando o vazamento do energético. Seguindo o Plano de Contingência da Companhia, o Corpo de Bombeiros e a BHTrans foram acionadas no momento do incidente para evitar quaisquer danos à população, além de ajudar no monitoramento e isolar o quarteirão entre as ruas Paraíba e Rio Grande do Norte para que os trabalhos de manutenção fossem realizados com a máxima segurança.

A equipe técnica da GASMIG já eliminou o vazamento, com o processo de pinçamento da rede - que visa estancar a vazão do gás natural de maneira localizada, evitando a interrupção do fornecimento do energético aos consumidores -, e continuam no local para finalizar as atividades de reparo da tubulação.

Vale ressaltar que o gás natural é mais leve que o ar, dissipa facilmente e é odorizado para que, em casos de vazamento, seja rapidamente identificado, facilitando o acionamento das autoridades competentes, inclusive equipes de atendimento às emergências da Companhia. No local, não há riscos de incêndios ou explosão."