Começam nesta terça-feira (6) as aulas da Escola de Ofícios Tradicionais de Mariana, na região Central de Minas. Com duração de um semestre, os cursos são gratuitos e vão formar profissionais especializados na preservação do patrimônio.

São cinco cursos, com 20 vagas cada, sendo Alvenarias (taipa, adobe e pau a pique), Carpintaria, Ferragem (forja artística e ferragem), Cantaria (pedra) e Pinturas especiais (cal, óleo, estêncil e pátinas). 

Segundo a administração da escola, a ideia é formar 600 profissionais ao final de três anos, contribuindo com a preservação do patrimônio material e imaterial da cidade histórica.

Os cursos

Cada turma será acompanhada por um professor e por um mestre artífice (especialista em determinada área, com conhecimento adquirido a partir de sua experiência, sem necessariamente formação acadêmica). Além das aulas teóricas e práticas ligadas aos ofícios, os alunos receberão aulas complementares de empreendedorismo, história e patrimônio cultural, comunicação e expressão. Haverá também a realização de trabalhos de campo.

O projeto foi desenvolvido pelo Instituto Pedra, com  patrocínio do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e apoio da Prefeitura Municipal e da Arquidiocese de Mariana, proprietária dos imóveis que abrigam a instituição de ensino. 

Na área pedagógica, a Escola de Ofícios conta com parceria da Fundação de Artes de Ouro Preto (Faop), responsável por desenvolver toda a gestão pedagógica e o Projeto Político Pedagógico, e da PUC-Rio, na parte de empreendedorismo.

As inscrições para o próximo semestre, que também contará com 20 vagas em cada um dos cinco cursos, podem ser feitas pelo site da escola.

Leia mais:
Hemominas lança plataforma para capacitar profissionais da área da saúde
Veja a lista das 10 profissões mais valorizadas neste ano, médias salariais e oportunidades