Especialistas cobram fiscalização para barrar inabilitados nas ruas

Simon Nascimento
31/08/2019 às 20:47.
Atualizado em 05/09/2021 às 20:22
 (Elza Fiúza/ABr)

(Elza Fiúza/ABr)

Não passar por uma autoescola retira do motorista a perícia necessária para assumir a direção de um veículo. “A pessoa que frequenta um curso de formação já não está totalmente preparada. Imagina quem não passa por ele? É assustador”, afirma o diretor da Associação Brasileira de Medicina do Tráfego (Abramet), Dirceu Rodrigues Alves. O especialista reforça que a imprudência pode resultar em lesões graves e mortes. 

Para o consultor em transporte Silvestre de Andrade Filho, quem assume o comando de um automóvel sem ter carteira de habilitação coloca em risco a vida de outros motoristas e pedestres. Ele defende um esforço maior na fiscalização. Contudo, acredita que é um processo difícil.

“Não há outra maneira de identificar se a pessoa não tem habilitação sem ser pela blitz, momento em que la é parada e os documentos, verificados”, explica. “Mas, apesar de ser um instrumento importante, a operação não consegue absorver todos os infratores”, acrescentou.

O Detran diz que trabalha com campanhas educativas para conscientizar os motoristas sobre os perigos, além de operações conjuntas com a Polícia Militar. Já a PM garantiu que realiza blitze para identificar não só os inabilitados, mas qualquer motorista que desrespeite a lei.

Leia Mais:

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por