A operação realizada pelo Governo de Minas para recuperação de respiradores no estado já garantiu, até o momento, a devolução de 130 aparelhos prontos para utilização no enfrentamento da pandemia do coronavírus. Os equipamentos são fundamentais no tratamento de pacientes vítimas da doença. Eles foram entregues em 30 municípios de diversas regiões, ampliando a capacidade de atendimento do sistema de saúde mineiro.

A estratégia estabelecida pelo governador Romeu Zema teve início no dia 3/4, a partir do mapeamento de respiradores estragados e inutilizados em estabelecimentos hospitalares em todo o estado. Eles foram recolhidos e estão sendo consertados e devolvidos, sem custo, para os seus respectivos donos. Além disso, alguns equipamentos poderão ser realocados, mediante disponibilidade, em áreas estratégicas determinadas pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG).

“Essas entregas fazem parte da ampliação assistencial com foco no tratamento da covid-19. Com a recuperação desses respiradores, ampliaremos a estrutura da prestação de serviço de Minas Gerais, o que é extremamente positivo", afirma o secretário de Saúde, Carlos Eduardo Amaral.

A logística de busca para reparo e destinação dos respiradores está sendo coordenada pela Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG), que atuou em conjunto com as secretarias de Estado de Saúde (SES) e de Planejamento e Gestão (Seplag). A manutenção e recuperação dos respiradores está sendo realizada, sem custo, graças aos parceiros: Fiat, ArcelorMittal, Serviço Social da Indústria (Sesi) e Sistema Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai). Até o momento, foram recolhidos 447 aparelhos e 197 já passaram por manutenção.

O comandante-geral da Polícia Militar, coronel Giovanne Gomes da Silva, detalha o trabalho estratégico realizado pela instituição.

“Recebemos a determinação do governador para que os policiais militares se deslocassem a todas as unidades hospitalares, indicadas pela Secretaria de Saúde, que tinham respiradores estragados ou que não estavam sendo utilizados. Nós, em uma operação de guerra, trouxemos todos os respiradores para a Academia da Polícia Militar e depois enviamos para os locais de manutenção. Agora, estamos na fase de devolução dos aparelhos que serão utilizados para salvar vidas, que é o nosso maior objetivo”, ressalta o comandante.

Entregas

A entrega dos respiradores teve início no dia 18/5. No dia seguinte, o governador Romeu Zema esteve em Teófilo Otoni, no Vale do Mucuri, para a entrega oficial de dez aparelhos para o município. Eles foram redirecionados para o município com o objetivo de fortalecer a estrutura de saúde da região. A estratégia também foi adotada no envio de outros nove equipamentos para Diamantina, no Alto Jequitinhonha.