Uma estelionatária que já teria lucrado R$ 30 mil reais em golpes de cartas de créditos foi detida pela Polícia Civil, em Belo Horizonte. A mulher, que foi apresentada nesta sexta-feira (13), pela corporação, já teria praticado pelo menos nove crimes por toda a capital. O caso continuará a ser investigado e outros ataques da golpista poderão ser descobertos.
 
Segundo a delegada Roberta Sodré, da 1ª Delegacia de Venda Nova, Núbia Rezende de Oliveira, de 37 anos, foi detida nesta quinta-feira (12), quando iria concluir um novo golpe em um shopping da região.
 
A autora, conforme a delegada, era funcionária de uma empresa de venda de consórcios. Ela anunciava as propostas em jornais e revistas. As vítimas interessadas procuravam Núbia, que oferecia cartas de créditos em troca de um adiantamento em dinheiro. Porém, os documentos eram falsos e não tinham nenhum valor financeiro.
 
“Uma vítima tinha pedido uma carta de crédito de R$ 120 mil. A autora pediu R$ 3,8 mil para liberar o documento. Porém, a mesma vítima pediu um aumento do documento para R$ 150 mil e Núbia exigiu mais R$ 2 mil. Suspeitando de ser um golpe, a cliente acionou a polícia e comparecemos com ela no local indicado, em um shopping da região de Venda Nova, onde a prisão foi efetuada”, afirmou a delegada Roberta Sodré.
 
O envolvimento de outras pessoas ligadas à empresa que Núbia trabalhava não está descartado, segundo a delegada. Além disso, novas vítimas ainda podem aparecer, uma vez que os golpes são praticados desde setembro de 2014.
 
Com Núbia foram apreendidos vários cheques, dinheiro em espécie e farta documentação. “A autora falou que estava em dificuldades financeiras e tinha interesse em devolver o dinheiro às vítimas após a situação dela se regularizar”, contou a delegada. A estelionatária está a disposição da Justiça, detida no Ceresp Centro-Sul de BH.