Um homem de 59 anos foi preso em flagrante, na rodoviária de Belo Horizonte, por suspeita de estelionato. Ele era foragido da Justiça de São Paulo e estava na capital para aplicar golpes.

Segundo a Polícia Civil, o mandado de prisão foi cumprido no último sábado (20). O suspeito agia no crime desde 1985 e tem várias passagens.

Dono de uma ficha criminal de cerca de 16 metros, por estelionato e furtos a residência. As investigações apontaram ainda que ele tinha 39 processos em andamento. 

O Grupo de Policiamento Metropolitano Unificado (Puma) já monitorava o suspeito há cerca de 15 dias. “Ele clonava cartões de crédito. Adquiria a confiança de frentistas de postos de gasolina, em seguida acoplava um mecanismo que era colocado nas máquinas para efetuar o golpe e angariava informações dos clientes. De posse dos dados dos cartões de créditos dos clientes, fazia compras pela internet de produtos de pequeno volume, mas de grande valor. E logo após o suspeito anunciava os produtos na internet e os revendia com um preço um pouco mais baixo e conseguia lucro com isso”, explicou o delegado Wagner Sales.

Com o homem, a polícia apreendeu 1.800 cartões de crédito “em branco”, que seriam usados para clonagem e uma máquina para gravações de cartões.