Um homem suspeito de aplicar golpes em noivos e fornecedores de casamentos em Belo Horizonte, provocando prejuízos de mais de R$ 200 mil, foi preso no Mato Grosso e transferido para a capital mineira nesta terça-feira (12).

Segundo as investigações, o ex-empresário, de 38 anos, fez contratos de decoração, buffet e cerimonial para casamentos com diversos noivos e, no mês de junho, desocupou o imóvel onde funcionava um escritório, deixando os contratantes sem os serviços. Ele também deixou dívidas com diversos fornecedores e o prejuízo às vítimas é superior a R$ 200 mil.

O homem foi preso no dia 3 de outubro, em Primavera do Leste (MT). “Esse foi mais um importante trabalho da PCMG, um trabalho de inteligência e em conjunto com a PCMT, que resultou na prisão desse estelionatário que causou prejuízo a diversas vítimas em Belo Horizonte. Prejuízos não apenas financeiros, mas emocionais. Não só para as vítimas, assim como para familiares”, explicou o delegado Wagner Sales.

Ainda conforme a PC, o suspeito, mesmo com fuga planejada e às vésperas do encerramento das atividades, continuava fechando contratos e fazendo reuniões com as vítimas como se nada estivesse acontecendo. As diligências comprovaram a má-fé do investigado, tais como a pulverização das quantias recebidas para tentar atrapalhar as investigações.

O homem vai ser denunciado pelo crime de estelionato.

Leia mais:

Noivas de BH denunciam fim de buffet às vésperas de casamento; polícia investiga casos
Polícia Civil investiga buffet que teria lesado mais de 15 clientes em BH e região