Dois homens investigados por aplicar golpes contra a Caixa Econômica Federal, fraudando saques do FGTS, foram presos em Ipatinga, na região do Vale do Rio Doce. Com a dupla, a Polícia Militar e o Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público, apreenderam R$ 23.470 em dinheiro, além de vários celulares e 38 chips.

De acordo com a PM, agentes do Gaeco descobriram que os estelionatários estavam hospedados em um hotel do município com documentos falsos e aplicando golpes em comerciantes locais. Por isso, os investigadores pediram que a Justiça autorizasse buscas no quarto da dupla.

Com o mandado em mãos, o local foi vasculhado e o material, apreendido. Um dos abordados teria admitido que o dinheiro era de golpes aplicados em diversas contas da Caixa. O suspeito contou que a dupla pagava R$ 1 mil para uma pessoa que fornecia 10 números de CPFs de beneficiários que teriam direito ao saque de R$1.045 do FGTS.

Os estelionatários, então, acessavam o site do banco e faziam consultas de outros dados pessoais das vítimas. Depois, usavam os celulares para baixar o aplicativo "Caixa Tem" e forneciam as informações adquiridas de forma fraudulenta.

O app exigia a confirmação de uma contrassenha e enviava o código, via SMS, para os números cadastrados pelos próprios suspeitos. De acordo com a PM, a dupla usava um chip para cada CPF e, depois, o descartava. Eles solicitavam o saque do FGTS e, depois, que o app liberava um código, iam até uma agência para retirar o dinheiro.

Com o golpe, os suspeitos não precisavam de cartão ou senha. A dupla foi presa em flagrante e levada para a sede da Polícia Federal em Governador Valadares. 

Os policiais federais vão investigar se funcionários da Caixa participavam do golpe, repassando os números dos CPFs para os bandidos. Procurado pela reportagem, o banco ainda não se manifestou sobre o caso.

Leia também:
MEC publica regras para vagas remanescentes do Fies no 2º semestre
Pesquisadores estudam proteínas da Covid-19 no maior laboratório do Brasil