Árvores caídas, carros e motocicletas arrastados, tampas de bueiros e pedaços de concretos arrancados e lojas invadidas por enxurradas. Esse foi o balanço do temporal que atingiu Belo Horizonte nesta quinta-feira (18). De acordo com a Defesa Civil, choveu mais da metade do esperado para este mês - o volume pluviométrico chegou a 77 milímetros. 

E é importante ficar alerta nesta sexta-feira (19), pois há previsão de mais chuvas para a Região Metropolitana de Belo Horizonte. Na capital, pode chover entre 30 e 60mm com ventos fortes, segundo o Instituto Nacional de Metereologia. 

Pela manhã desta quinta, a chuva durou cerca de 40 minutos, tempo suficiente para causar pânico à população. No bairro Prado, na região Oeste, os problemas se concentraram na avenida Francisco Sá e na rua Erê. "Foi um vacilo meu. Eu sabia que aqui alagava, fui tentar tirar o carro, mas acabei ficando preso lá dentro e sendo arrastado pela enxurrada", relembrou o técnico em eletrônica Alexandre dos Santos, de 44 anos. 
 

Em março deste ano, uma chuva provocou vários estragos no bairro Prado


O veículo dele foi arrastado no cruzamento das duas vias. "Quando vi que não ia conseguir dirigir, abri o vidro e consegui sair ", disse.
O jornalista Wilton Martins, de 36 anos, também amargou prejuízos. O automóvel dele foi levado pela correnteza e só não capotou porque uma motocicleta ficou presa embaixo do veículo. "Foi um desespero. Mas graças a Deus foram só danos materiais", afirmou. 

Gerente de uma lanchonete na Francisco Sá, Giovani Souza, de 25 anos, contou que essa foi a quarta vez que a loja foi invadida pela água neste ano. "Agora foi só sujeira mesmo. Mas no último temporal, no início do ano, perdi tudo: mesas, cadeiras e até os alimentos que estavam expostos para venda e guardados na despensa", lamentou.

Apesar de tantos transtornos, ninguém ficou ferido na região.

Chuva rua erê prado

Atendimentos

Balanço divulgado pela Defesa Civil de BH apontou pelo menos 32 atendimentos em decorrência das chuvas na cidade, como alagamentos, quedas de árvores e desabamento de muros.

Ao menos cinco árvores caíram na metrópole. O caso mais grave foi na avenida do Contorno, 2.055, altura do bairro Santa Tereza, na região Leste, onde o exemplar atingiu um carro. O ocupante do automóvel foi retirado e estava consciente, segundo o Corpo de Bombeiros.

Leia mais:

Ventos fortes cortam energia elétrica em vários pontos da capital e Região Metropolitana

Kalil afirma que são necessários 40 anos de trabalho para resolver problemas com chuvas

Temporal derruba árvores e provoca estragos em Belo Horizonte na manhã desta quinta