As 172 crianças, que estudavam nas escolas dos distritos de Bento Rodrigues e Paracatu, devastados pela lama das barragens da Samarco, devem voltar aos estudos na próxima segunda feira. Segundo o assessor técnico de governo, Israel Quirino, da prefeitura de Mariana, elas serão admitidas na escola Dom Luciano, no bairro Rosário. "Estamos organizando o transporte e providenciando o material escolar. Queremos que estas crianças fiquem juntas, para que se sintam o mais acolhidas possível", destacou.

Ponte

Ainda segundo o assessor, a prefeitura tem dificuldades para dar assistência a três comunidades, de Águas Claras, Cláudio Manuel e Campinas, totalizando cerca de 3 mil pessoas. A ponte que dá acesso a essas comunidades foi arrastada na avalanche de lama que desceu pelo rio Gualaxo do Norte, na altura do distrito de Paracatu. Para chegar às comunidades agora, só fazendo um desvio de 72 quilômetros, em Alvinópolis. "Lá as crianças estão sem condições de ir à escola, as pessoas de saírem pra trabalhar. Também é difícil para levarmos mantimentos, artigos de saúde. Mas a Defesa Civil já está trabalhando para solucionar isso, o quanto antes possível", explicou.