O assassinato do casal Higor Humberto Fonseca Sousa, de 26 anos, e Rafaela D'Eluz Giordani de Sousa, de 21, está prestes a ser solucionado pela equipe da delegacia de Araxá, no Alto Paranaíba.

Durante toda a tarde desta quarta-feira (27) quatro suspeitos - sendo dois deles adolescentes - foram ouvidos. Uma acareação informal também foi realizada. Segundo relatos, os homens de 18 e 20 anos eram ex-funcionários de Higor.

No depoimento, os suspeitos revelaram que foram até a residência do casal com o intuito de somente furtar o local. Porém, ao entrarem na casa, eles teriam se deparado com Higor que, ao reagir, conseguiu tirar a arma das mãos de um dos adolescentes e tentado atirar no bando. A arma, no entanto, teria falhado. Por causa disso, os suspeitos teriam assassinado as vítimas. Aos investigadores, os suspeitos afirmaram ainda que estavam sob o efeito de drogas.

A Polícia já consegui apreender duas motocicletas, utilizadas para transportar o bando. Os investigadores ainda estão à procura de um quinto homem que teria participado diretamente do crime, além do receptador do veículo roubado que seria da cidade de Uberaba, no Triângulo Mineiro.

O crime

Higor é filho do ex-dirigente do Mamoré Geraldo Humberto Souza, conhecido como Beto Radiadores, e o corpo dele estava coberto com fubá de milho. Já Rafaela foi encontrada amarrada e amordaçada, e ainda tinha açúcar espalhado pelo rosto e tórax.

Segundo informações de um vizinho do casal, foram ouvidos gritos vindos da casa por volta de meio-dia de sábado (23), mas ele não achou estranho porque as vítimas sempre faziam festa e recebiam amigos em casa.

Outro vizinho contou para a PM que viu Higor saindo de casa por volta das 17h30 deste sábado (23) e que ainda o cumprimentou, sem ter notado nada de anormal.

Um amigo da família contou aos militares que Higor guardava uma quantia em dinheiro em casa, algo em torno de R$ 5 mil. O dinheiro não foi encontrado na casa das vítimas.

Familiares e amigos estão chocados com o ocorrido e alegaram para a polícia que as vítimas não tinham inimigos e não estavam recebendo ameaças. Os corpos do casal foram encontrados no último sábado (23) e sepultados no domingo (24).