A ex-mulher do ex-jogador de futebol Maxwell Scherrer, que jogou pelo Cruzeiro e pela seleção brasileira e atualmente trabalha como coordenador no PSG, relatou ser vítima de agressões e ameaças por parte do atleta. Giulia Reverendo Andrade registrou o boletim de ocorrência em março deste ano e um inquérito foi aberto pela Polícia Civil para apurar o caso.

De acordo com o advogado de Giulia, Leonardo Salles, o inquérito apura os crimes de lesão corporal, ameaça e injúria. Uma medida protetiva foi determinada pela Justiça, para que o ex-jogador não se aproxime da ex-mulher fisicamente, por contato telefônico ou por qualquer rede social. Os dois foram casados por 13 anos e têm quatro filhos. A separação aconteceu em julho do ano passado.

O advogado conta que a decisão de ir à polícia aconteceu depois de Giulia supostamente ter recebido mensagens com ameaças e ofensas por parte do ex-marido. No boletim de ocorrência, ela relata agressões que teriam ocorrido em 2015 durante uma viagem a Miami, nos Estados Unidos.

Giulia e os filhos moram em Belo Horizonte há poucos meses. Após a separação, a família se mudou para uma casa em São José do Rio Preto, no interior de São Paulo, mas Maxwell entrou na Justiça com um pedido de reintegração de posse e Giulia teve de sair do imóvel, junto com os filhos. Leonardo Salles confirma a informação, mas afirma não dar maiores detalhes sobre o assunto para preservar as crianças.

A Polícia Civil de Minas Gerais informou que logo “após ter ciência dos fatos, medidas imprescindíveis à apuração começaram a ser realizadas, a fim de preservar a integridade dos envolvidos”. Disse ainda que o inquérito corre em segredo de Justiça e, por isso, não pode passar detalhes sobre a investigação. Segundo Leonardo Salles, testemunhas já teriam sido ouvidas.

A reportagem não conseguiu contato com o ex-jogador Maxwell, que atualmente mora na França. O ex-atleta de 37 anos começou a carreira no Cruzeiro e logo seguiu para o futebol europeu, atuando no Ajax, Barcelona, PSG, entre outros. Jogou a Copa do Mundo de 2014 pela Seleção Brasileira.