Chuva de arroz, aplausos e o velho bordão "olha ela" marcaram a cerimônia de casamento de Elvis Soares, de 22 anos, e Bárbara Vieira, de 45, na noite deste sábado (15), no Bar do Fernando, na região Central de Belo Horizonte. Na edição deste fim de semana, o Hoje em Dia contou a história de Babi, mulher trans, negra e que já esteve em situação de rua, e também da rede criada para proporcionar a celebração para o casal.

A entrada de Bárbara no templo escolhido para o momento parou a rua dos Goitacazes. Convidados e clientes miraram dezenas de celulares para a noiva, vestida de dourado, cor escolhida a dedo para lembrar o ouro. Comentários positivos sobre o traje e, sobretudo, à elegância de Babi, eram frequentes.

Ao aceitar se casar com Elvis, Babi lembrou ao noivo o quanto o amava e o queria por perto. Ele, portanto, se declarou para a, agora, esposa. "Você sempre foi uma pessoa linda e eu agradeço demais por tudo. Eu te amo demais e 'tamo junto' nessa vida", falou, tentando segurar o choro.

Lucas Eduardo Soares/Divulgação

Elvis e Bárbara se casaram no tradicional Bar do Fernando, ao lado do Mercado Central, no Centro

Homenagens 

A estudante Núlia Costa, de 23 anos, fez questão de agradecer a todos que se empenharam para que a cerimônia ocorresse do jeito que Babi esperava. "Todo mundo que, de alguma forma, dedicou tempo, um dinheirinho, gestos... Obrigada", disse. "Todo mundo aqui só mostra como os dois são queridos", acrescentou.

Bárbara e Elvis se conheceram no próprio Bar do Fernando, há cerca de oito meses. Desde então, passaram a compartilhar histórias juntos, sempre frequentando o bar, rodeado de amigos boêmios. Os dois assinaram uma união estável no mês passado e moram juntos de favor na pensão de uma amiga, na rua Guaranis, no centro da capital mineira.

Leia mais:

Ex-moradora de rua, noiva trans ganha ajuda de voluntários para se casar

Veja mais fotos: