Mais uma morte por febre maculosa foi confirmada em Contagem, na Grande BH, neste sábado (8). Já são quatro óbitos provocados pela doença. Os casos suspeitos passaram de 34 para 40. Além das quatro pessoas que perderam a vida, há ainda outra notificação atestada por exames, de um paciente de 41 anos, morador do bairro Vila Boa Vista. 
 
As informações são da Secretaria Municipal de Saúde. De acordo com a pasta, representantes do Ministério da Saúde (MS) estiveram na área onde vem sendo realizado o combate ao carrapato-estrela, que transmite a febre maculosa. "O objetivo é avaliar o trabalho realizado em Contagem e fazer coleta dos animais para pesquisa. O trabalho do MS deve durar vários dias", diz nota enviada.

Na próxima segunda-feira (10), a prefeitura irá aplicar carrapaticidas em cavalos de carroceiros. A ação acontece em dois ecopontos da regional Nacional, que concentra os casos na cidade. O serviço será feito nas unidades Carajás e Amendoeiras. "A ação deve beneficiar cerca de cem carroceiros cadastrados, que atuam em 90 bairros da regional.  Os trabalhos devem começar por volta das 10h". 

Outras ações

Desde a primeira confirmação de febre maculosa em Contagem, a Secretaria Municipal de Saúde atua com mais de 20 homens e máquinas em um terreno de 8 hectares no Nacional, revirando a terra e aplicando cal, substância que aumenta a acidez do solo e mata os carrapatos. Até o momento, 90% da área já passou pelo tratamento. A medida, no entanto, deverá ser repetida dentro de sete dias. 

A prefeitura listou algumas dicas para moradores com a possibilidade de existência do carrapato-estrela. Confira: 

- É preciso examinar o corpo a cada três horas, usar roupas claras e compridas, colocar barras da calça para dentro da meia e usar sapatos fechados. 

- Caso encontre um carrapato no corpo, o recomendável é utilizar uma pinça e retirar o parasita pelo bico. Apertar o animal com os dedos pode fazer com que o sangue caia na corrente sanguínea do ser humano.

- Outro alerta da prefeitura é de que as pessoas não matem as capivaras. O carrapato-estrela é hospedeiro de animais que estão com sangue quente. Quando um animal morre, o carrapato procura outro ser vivo para se alimentar e o perigo pode se espalhar ainda mais.

- O abandono de animais em outras regiões também pode fazer com que a doença se espalhe. A responsabilidade pela higienização é dos donos.

Leia mais:
Sobe número de casos suspeitos de febre maculosa em Contagem
Prefeitura de Contagem orienta população a examinar corpo a cada três horas
Cinco pessoas já morreram por febre maculosa neste ano em Minas; veja como se prevenir