Cerca de 7 mil expositores de várias partes do país se reunirão no Expominas, de 6 a 11 de dezembro, para a 27ª Feira Nacional de Artesanato (FNA). Considerado o maior do segmento na América Latina, o evento deverá atrair 180 mil visitantes. Assim como nas últimas edições, a organização estima um volume de negócios de aproximadamente R$ 90 milhões. Com o Natal como tema principal, a feira mostrará um pouco da história e dos costumes dessa comemoração ao redor do mundo.

No Grande Pavilhão do Expominas, o público terá acesso a 1.200 estandes com produtos feitos de madeira, ferro, cerâmica, pedra-sabão, sementes, fibras naturais, entre outros materiais. O visitante encontrará produtos de vários segmentos da economia criativa, desde aqueles já esperados em uma feira de artesanato, como bijuterias, bolsas, calçados e acessórios, até itens como massas, doces, bebidas, temperos e especiarias artesanais, chás orgânicos e biojoias.
 
A organização do evento promete produtos com preços para todos os bolsos. Estarão expostos os tradicionais bordados do Nordeste, peças em pedra sabão típicas do artesanato mineiro, objetos característicos da arte indígena e produtos feitos a partir de resíduos da indústria. Expositores de países como Turquia, Paquistão, Índia, África do Sul, Quênia, Japão, Senegal e Bolívia também marcarão presença na 27ª FNA.
 
Em clima natalino, as crianças que forem ao evento poderão visitar a oficina do Papai Noel e acompanhar a restauração de brinquedos que serão doados às crianças de instituições carentes de Belo Horizonte e Região Metropolitana. Também haverá o Espaço Criança, que será montado no Grande Pavilhão do Expominas. No local, monitores farão atividades recreativas com as crianças.
 
Além disso, a feira conta com um incentivo especial para os visitantes do interior. Para grupos de mais de 15 pessoas que fizerem sua inscrição antecipada, o valor cobrado pelo preço do ingresso será de 50%.
 
A 27ª FNA é uma realização do Sistema Fiemg através do Serviço Social da Indústria (Sesi) e do Instituto Centro de Capacitação e Apoio ao Empreendedor (Centro CAPE), apoiada pelo Ministério da Cultura por meio da Lei Rouanet, com patrocínio do Banco do Brasil, Cemig e Governo de Minas. O evento recebe, também, o apoio do Serviço Social do Comércio (SESC), da JCHEBLY, SouBH, Abexa, Secretaria Especial da Micro e Pequena Empresa e Programa do Artesanato Brasileiro (PAB).
 
Aprendizado

Entre os dias 7 e 11 de dezembro, a 27ª FNA terá uma programação de 107 oficinas direcionadas aos interessados no aprendizado e aperfeiçoamento de técnicas artesanais. Nas oficinas, o participante produzirá peças a partir de materiais como raízes, sementes, linhas, tecido, papel, biscuit e recicláveis. Os interessados poderão se inscrever no próprio local. Mais informações e cronograma das atividades estão disponíveis no portal www.feiranacionaldeartesanato.com.br.

27ª Feira Nacional de Artesanato
Data: 6 a 11 de dezembro
Local: Expominas – Avenida Amazonas, nº 6.030 – Gameleira, Belo Horizonte, Minas Gerais
Horários de funcionamento:
Dia 6 de dezembro, somente para lojistas, das 12h às 20h
Dias 7, 8 e 9 de dezembro, das 14h às 22h
Dia 10 de dezembro, das 10h às 22h
Dia 11 de dezembro, das 10h às 21h
 
Ingressos: R$ 10

(Crianças de até 12 anos e pessoas acima de 60 anos têm entrada franca)
(Grupos com mais de 15 pessoas que fizerem sua inscrição antecipada garantem 50% de desconto nas entradas)
 
Para mais informações, acesse: www.feiranacionaldeartesanato.com.br