Um dos tradicionais fícus da avenida Bernardo Monteiro, no bairro Santa Efigênia, na Região Leste da capital, está sendo removido pela Prefeitura de Belo Horizonte. De acordo com a assessoria de imprensa da Defesa Civil municipal, o órgão foi chamado para verificar o estado da árvore, que já estava morta.

fícus derrubado bernardo monteiro

 

Após comprovação de perigo de queda, a Defesa Civil isolou o entorno da árvore na última sexta-feira (2), para que a Regional Centro-Sul pudesse derrubar o fícus. O trabalho de retirada de tronco e galhos ainda não foi concluído. 

Inventário

A catalogação de todas as árvores de Belo Horizonte é apontada por especialistas como o único estudo capaz de detectar os locais onde há mais riscos de acidentes. O inventário iniciado pela PBH em 2011 ainda não foi totalmente concluído.

Hoje, de acordo com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SMMA), já foram cadastradas pouco mais de 300 mil árvores em Belo Horizonte desde o início do projeto. Do total 32 mil árvores são frutíferas, com predominância de goiabeiras, oitizeiros, mangueiras, limoeiros, pitangueiras, romanzeiras, jaboticabeiras, amoreiras, coqueiros e aceroleiras.

"Atualmente, o inventário das árvores passa por uma readequação. A Secretaria de Meio Ambiente está estudando a melhor forma de retomar o projeto de cadastramento e estudo das árvores trazendo benefícios para a população", afirmou o órgão, por meio de nota.

Ainda de acordo com a secretaria, até o momento estão concluídos os levantamentos das regiões Leste, Noroeste, Oeste e Centro-Sul e de parte da Região da Pampulha, com os seguintes dados:

Região

Árvores em logradouros públicos

Árvores em afastamentos frontais de imóveis

Total

Leste

22.444

9.329

31.773

Noroeste

40.146

19.014

59.160

Oeste

37.485

16.723

54.208

Centro-Sul

62.131

28.541

90.672

Pampulha

(dado parcial)

42.203

(dado parcial)

21.986

(dado parcial)

64.189

(dado parcial)

Total

204.409

95.593

300.002