A Força Aérea Brasileira restringiu o espaço aéreo na região de Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH) para priorizar o tráfego das aeronaves envolvidas nas operações de busca e resgate na região neste domingo (27). 

Segundo comunicado da FAB, o Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA) elaborou um Plano de Coordenação do Espaço Aéreo a ser aplicado em Brumadinho para aumentar a segurança de voo, otimizando a coordenação entre as aeronaves que sobrevoam a região. 

"Desse modo, as aeronaves envolvidas diretamente na operação de busca e resgate às vítimas do rompimento da barragem serão priorizadas para ingresso no espaço aéreo local. Aeronaves que se destinam a outros fins terão restrição de acesso à área", informou. 

Para auxiliar na coordenação dos voos, o Primeiro Grupo de Comunicações e Controle da FAB instalou uma estação-rádio. A estrutura montada na região conta com gerador, antena para enlace via satélite, computadores interligados em rede e sistemas de comunicação VHF, UHF e HF.

Os equipamentos foram transportados em três veículos, do Rio de Janeiro a Minas Gerais entre a noite de sexta-feira (25) e o sábado (26), em um trajeto de 10 horas. 

Leia mais:

Sobe para 37 o número de mortos localizados após tragédia em Brumadinho
Dez corpos são encontrados em ônibus soterrado em Brumadinho
Acesso a Brumadinho foi fechado pelos bombeiros neste domingo