Dois homens que se passavam por policiais civis foram presos, na noite de domingo (13), durante uma festa que acontecia no bairro Coqueiros, região Noroeste de Belo Horizonte. Com os suspeitos, policiais militares apreenderam falsas carteiras funcionais da Polícia Civil, duas réplicas de pistola e um punhal.

A Polícia Militar informou que chegou até a dupla após denúncia anônima, que informou que os homens estavam no evento com armas na cintura. No local, após revista, os militares abordaram os suspeitos e eles se identificaram como sendo investigadores, apresentado crachás funcionais.

Os PMs, contudo, desconfiaram dos documentos e checaram a veracidade, descobrindo que as carteiras funcionais com o brasão da Polícia Civil eram falsas. As armas que estavam a dupla também eram réplicas.

Os dois suspeitos foram levados para fora da festa e, durante revista no carro de um deles, os militares encontraram uma algema, uma camisa da Polícia Civil, uma touca ninja, R$ 727 e um coldre. 

Os PMs também fizeram buscas no local onde o evento era realizado e apreenderam, jogado no jardim, um revólver calibre .22 com sete munições. A corporação não soube dizer se a arma havia sido descartada pelos suspeitos presos ou por outro integrante da festa.

Os dois homens, que têm 34 e 36 anos, foram levados para a Central de Flagrantes (Ceflan) 4, onde a ocorrência foi registrada. O caso será investigado pela Polícia Civil. Os suspeitos podem ter que responder na Justiça por uso de documentos falsos e receptação.