Parentes e amigos do jovem Allan Guimarães Pontelo, morto na madrugada deste sábado (2) dentro da boate Hangar 677, no bairro Olhos D'água, no Barreiro, estão revoltados e cobram justiça. 

As causas da morte ainda não foram confirmadas e, para os familiares, o jovem foi assassinado pelos seguranças da casa de shows. Para a Polícia Militar, os seguranças alegaram que o jovem morreu depois de uma parada cardíaca. 

A namorada de Allan, Marcela Paiva, gravou um vídeo pedindo justiça e afirmando que a versão dos seguranças é uma tentativa de esconder o crime. 

“Pegaram e bateram nele até a morte. Agora estão alegando que meu namorado está traficando para se safar disso. Essas pessoas não tem coração”, afirmou a jovem.

A casa de shows foi procurada pela reportagem mas nenhuma das ligações telefônicas foi atendida até o momento. 

Veja o vídeo feito pela namorada de Allan: