Mais uma morte por febre maculosa foi confirmada em Contagem e o número de óbitos sobe para três. Uma quarta morte segue em investigação. A quantidade de notificações da doença também cresceu, chegando a 33.

As informações, divulgadas pela prefeitura da cidade da Grande BH nesta quinta-feira (6), ainda apontam um caso suspeito da enfermidade registrado no bairro Eldorado, localizado distante da chamada "área quente", onde há surto de febre maculosa. O paciente afirmou ter tido contato com o carrapato em Betim, também na região metropolitana. 

Conforme a prefeitura de Contagem, esta é a primeira notificação fora da região do Nacional, de onde os registros têm vindo. Naquela região, houve um mutirão em um terreno em que estavam presentes todos os mortos e pacientes com suspeita. 

Nesta manhã, o coordenador do programa de manejo das capivaras de Belo Horizonte visita a área quente em Contagem para orientar o município a capturar os animais, vermifugá-los e implantar chips.

Ações

Para combate ao surto de febre maculosa, segundo a Prefeitura de Contagem, estão sendo recolhidos os cavalos sem dono. Até esta manhã, nove animais já haviam sido capturados para receber banho com carrapaticida. 

Além disso, funcionários da Secretaria Municipal de Saúde já pulverizaram a região do Nacional e casas próximas à área quente com carrapaticidade. 

Orientações

A Prefeitura de Contagem pede que moradores de áreas com possibilidade de existência do carrapato-estrela sigam as seguintes recomendações: 

- examinar o corpo a cada três horas;
- usar roupas claras e compridas;
- colocar barras da calça para dentro da meia;
- usar sapatos fechados. 

A reportagem entrou em contato com a Prefeitura de Betim para obter dados sobre possíveis casos na cidade e aguarda retorno. 

Sintomas

Ao primeiro sinal da doença, a orientação é procurar atendimento médico imediatamente, já que o tratamento precoce é essencial para evitar formas mais graves da febre maculosa e até mesmo a morte, segundo o Ministério da Saúde. Veja abaixo alguns sintomas:

- Febre acima de 39ºC e calafrios, de início súbito.

- Dor de cabeça intensa.

- Náuseas e vômitos.

- Diarreia e dor abdominal.

- Dor muscular constante.

- Inchaço e vermelhidão nas palmas das mãos e sola dos pés.

- Gangrena nos dedos e orelhas.

- Paralisia dos membros que inicia nas pernas e vai subindo até os pulmões causando paragem respiratória.

- Além disso, com a evolução da  febre maculosa é comum o aparecimento de manchas vermelhas nos pulsos e tornozelos, que não coçam, mas que podem aumentar em direção às palmas das mãos, braços ou solas dos pés.

Leia mais:
Alerta contra febre maculosa rompe os limites da Pampulha e preocupa moradores da região Norte de BH
Saltam para 63 os casos suspeitos de febre maculosa em BH e Contagem
BH investiga 31 casos suspeitos de febre maculosa