A circulação na Praça da Liberdade está proibida. O fechamento, válido desde este sábado (4),  de um dos cartões-postais de Belo Horizonte faz parte de uma série de medidas restritivas para manter o cidadão em casa durante o período de isolamento social, em função da pandemia do coronavírus. Mas se não era possível caminhar na praça, alguns se arriscaram na rua, ali mesmo ao lado do espaço.

 

Dentro da praça, apenas guardas municipais escalados para garantir que ninguém tentasse passar pelo gradil. De acordo com um dos agentes de segurança, a medida ajudou a afastar as pessoas do local. “Até ontem, havia uma concentração muito grande de pessoas por aqui. Hoje a circulação caiu bastante, apesar de algumas pessoas ainda fazerem suas caminhadas no asfalto”, explica o guarda Martins.

Entre 8h30 e 10h, o movimento nos arredores da Praça da Liberdade era pequeno. Mesmo assim, teve gente que saiu para correr ou caminhar, mesmo sem poder pisar no passeio. Para Júlia Costa, que caminhava no local, a medida é válida, mas é preciso reforçar as ações de higiene dentro de casa. 

Pedestre na praça da liberdade

Para Júlia Costa, que trabalha no sistema de saúde, a interdição é válida, mas é preciso reforçar a importância das medidas de higiene dentro de casa

“Eu trabalho no setor administrativo de um hospital. Apesar de não estar na linha de frente, não posso me descuidar com a higienização quando chego em casa. Uso da máscara, lavar as mãos, usar o álcool em gel, lavar as roupas e evitar contato com pessoas do grupo de risco”, comenta.

Mas também teve quem desaprovou a medida do prefeito Alexandre Kalil. Totalmente contrariado, um senhor, que se identificou como Gabriel, nem precisou ser abordado e já disparou: “Por que fecharam essa porcaria?”

Pedestre na praça da liberdade

Idoso, que fazia caminhada no asfalto, quase é atropelado por automóvel que circulava a praça

“É uma medida para conter a pandemia, meu senhor. O senhor não concorda?”, respondemos. “Uma grande bobagem”, saiu o senhor que (por estar no asfalto) quase foi atropelado por um carro que passava no momento.