Doze pessoas morreram e outras 196 ficaram feridas nas rodovias de Minas Gerais durante o feriado prolongado da Semana Santa. Os dados são do balanço divulgado nesta segunda-feira (22) pela Polícia Militar. Os números são maiores do que o registrado na operação em 2018, quando onze pessoas morreram e 186 ficaram feridas. Entretanto, o número de acidentes diminuiu: 4% entre as ocorrências com vítimas e 28% nos acidentes sem mortos ou feridos. 

O tenente Geraldo Donizete, da Polícia Militar Rodoviária e chefe do policiamento no trecho estadual do Anel Rodoviário de Belo Horizonte, explicou que essa diferença se deve aos tipos de acidentes ocorridos. Ele citou um acidente que aconteceu na MG-40 nesse domingo (21) e que deixou 11 feridos. "A ocorrência é contabilizada como um único acidente, mas cada pessoa ferida é contada como uma vítima, esse número depende muito das particularidades de cada acidente", explicou o militar.

Além dos acidentes, 63 motoristas foram presos por dirigirem alcoolizados e outras 66 pessoas foram detidas por crimes comuns. Oito armas de fogo também foram apreendidas.

Ainda segundo a PM, além da equipe em solo, helicópteros reforçaram os trabalhos em pontos específicos das rodovias.

Balanço de ocorrências: 

Mortes

2018: 11
2019: 12 (aumento de 9%)

Pessoas feridas
2018: 186
2019: 196 (aumento de 5%) 
 
Acidentes com vítimas
2018: 113
2019: 109 (redução de 4%)

Acidentes sem vítimas
2018: 72 
2019: 52 (redução de 28%)

Fiscalizações
46.238 veículos fiscalizados;
Oito veículos recuperados;
445 automóveis removidos;
3.838 carros fotografados pelos radares;
6.011 testes de etilômetro;
63 motoristas presos por dirigirem alcoolizados;
66 pessoas detidas por crimes comuns;
Oito armas de fogo apreendidas.