Minas pode até ser conhecida como a terra do café e do pão de queijo. Mas, neste fim de semana, é a cerveja quem ganha destaque graças ao Primeiro Festival Internacional de Cerveja e Cultura (FICC), que começou nessa sexta-feira (28). Realizado na Lagoa dos Ingleses, em Nova Lima, o evento reúne, até este domingo (30), profissionais e apreciadores da bebida.

A programação é variada. Pela manhã, palestrantes brasileiros e internacionais dão curso para quem tem vontade de aprender mais sobre o feitio da cerveja ou transformar esse interesse em negócio. A partir das 13h, todo o público tem acesso à estrutura montada para o festival.

"São 38 expositores de cerveja e mais de 100 rótulos à venda", afirmou Diogo Kfoury, um dos organizadores do FICC. Dentre eles, a Cervejaria küd, Kalke Bier e Uaimií.

A seleção dos fabricantes foi rigorosa. O convite só foi feito às empresas que se preocupam com todo o processo de produção – da escolha dos ingredientes ao processo de fermentação e maturação da bebida.

Esse cuidado é fundamental para garantir a qualidade do produto, explica Afonso Landini, um dos palestrantes do evento. Dono de uma empresa de Campinas que vende matéria-prima para cervejeiros, ele diz que as primeiras cervejas eram feitas apenas com malte.

"Com o passar dos anos, os países que não tinham o cereal passaram a usar outros ingredientes, como milho e arroz, para fabricar a bebida". Embora as trocas deixem a produção mais barata, o gosto não é o mesmo. "A cerveja feita com 100% de cevada fica mais saborosa, suave e encorpada".

Participantes

O casal Ricardo e Rossana Viegas saiu de São João del-Rei para participar do evento. Apaixonados por cerveja, fazem planos de transformar o gosto pela bebida – que até então é apenas um hobby, em algo lucrativo.

"Já temos uma pequena fábrica em casa, mas apenas os amigos experimentam as nossas receitas. Queremos abrir um negócio, mas não de qualquer jeito. Estamos estudando muito e, esse festival tem sido uma experiência enriquecedora", elogiou Ricardo.

Competição

Durante o FICC, cinco produtores mineiros de cerveja artesanal participam de um campeonato. Na última semana, eles foram escolhidos dentre 40 competidores e, agora, são julgados pelo público do evento. O vencedor terá direito a produzir e engarrafar 250 litros da bebida. O resultado será divulgado neste domingo.

Serviço:

Local: Espaço CSul Lagoa, no Alphaville, Lagoa dos Ingleses

Entrada: R$ 100 para palestras (9h às 13h) / R$ 30 para o evento (13h às 21h)

Mais informações: https://www.facebook.com/festivalficc?fref=ts