Três doenças tão diferentes, mas com uma coisa em comum: o Alzheimer, o Lúpus e a Fibromialgia não têm cura.

O Alzheimer é uma doença neurodegenerativa que provoca a perda das funções cognitivas. Os primeiros sintomas são a falta de coerência na fala e a perda de memória recente. No Brasil 1 milhão e 200 mil pessoas são portadoras da doença.

Já o Lúpus, uma doença inflamatória e autoimune que pode afetar múltiplos órgãos e tecidos, como pele, articulações, rins, cérebro e outros órgãos, causando fadiga, febre e dor nas articulações, atinge cerca de 65 mil pessoas no Brasil.

Silenciosa, a fibromialgia é uma doença caracterizada por dor e sensibilidade crônica e generalizada. É mais comum em mulheres em idade fértil e a estimativa é que ela acometa de 2% a 10% da população mundial.

A presidente da Sociedade Mineira de Reumatologia, Mariana Peixoto, conversa com a repórter Maria Amélia Ávila sobre a importância da conscientização e tratamento, apesar de não haver cura, nesta terça-feira (9), às 17h30. A live será transmitida pelo Instagram do Hoje Em Dia.