O dia é de celebrações e votos na Paróquia dos Sagrados Corações. Fiéis e devotos de Padre Eustáquio, beatificado em 2006 pelo papa Bento XVI, participam de missas que ocorrem ao longo do dia no templo em homenagem aos 75 anos da morte do presbítero. São esperadas 30 mil pessoas na igreja, nesta quinta-feira (30).

Considerado homem santo ainda em vida, Padre Eustáquio veio para Belo Horizonte em 1942, quando assumiu a Paróquia São Domingos. Entretanto, morreu no ano seguinte, após ser picado por um barbeiro e ter contraído febre maculosa.

Padre Eustáquio

São esperadas 30 mil pessoas na igreja, nesta quinta-feira (30)

Segundo o reitor do santuário em homenagem ao beato, Padre Vinícius, a movimentação que deu início às celebrações em homenagem ao Padre Eustáquio ocorreu de forma espontânea. "Um ano depois da morte, não havia nenhuma programação para a data. No entanto, os fiéis compareceram e marcaram o dia de celebrações", lembra. 

Poder de cura 

No último ano em vida, Padre Eustáquio, ainda conforme o reitor, curou diversos fiéis. "Inclusive, há relatos de que a polícia o investigou, com o intuito de saber se não era charlatanismo, se não havia exploração popular. E constatou-se, de fato, que era um padre dando a bênção", explica.

Padre Eustáquio

Padre Eustáquio foi considerado homem santo ainda em vida

Em santinhos distribuídos aos devotos do beato, a história do padre holandês explica a trajetória do "homem santo". "A mensagem da Saúde e da Paz permanece viva no testemunho e êxito de sua poderosa intercessão junto a Deus", diz um trecho do comunicado.

Os horários das missas são: 6h, 7h, 8h, 10h, 12h, 14h, 16h, 18h e 20h. Essa última, contudo, será celebrada pelo Arcebispo Metropolitano, Dom Walmor.