Um terço dos casos de Covid-19 confirmados em Minas Gerais deu positivo para variantes do novo coronavírus, que são potencialmente mais transmissíveis e podem estar relacionadas aos aumentos vertiginosos de novos infectados no território brasileiro.  As amostras foram analisadas pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

De acordo com o órgão, as mutações são prevalentes em três regiões do país. Por meio de testagens com o novo protocolo de RT-PCR, desenvolvido pela Fiocruz Amazônia, foi descoberto que em dez estados do Sul, Sudeste e Nordeste, a predominância é das variantes conhecidas, que podem ser a P1, identificada inicialmente no Amazonas, B.1.1.7, no Reino Unido, e B.1.351, na África do Sul.

“Dos oito estados avaliados neste recorte, apenas dois não tiveram prevalência da mutação associada às variantes de preocupação superior a 50%: caso de Minas Gerais, com 30,3% das amostras testadas como positivo para a mutação e, Alagoas, com 42,6%. Nos demais estados, mais de 50% das amostras foram identificadas com a mutação associada às ‘variantes de preocupação’”, informou a Fiocruz em comunicado técnico divulgado nesta quinta-feira (4) .

De acordo com a fundação, a alta circulação de pessoas e o aumento da propagação do vírus Sars-CoV-2 têm favorecido o surgimento de ‘variantes de preocupação’ no Brasil, como é o caso da P1. O comunicado alerta para um cenário preocupante que alia o perfil potencialmente mais transmissível dessas variantes à ausência de medidas que possam ajudar a conter a propagação e circulação do vírus.

Os pesquisadores destacam ainda como fundamental a adoção das medidas que possam reduzir a velocidade da propagação e o crescimento do número de casos, como a restrição da circulação e das atividades não essenciais e a implementação imediata de planos e campanhas de comunicação, o fortalecimento do sistema de saúde, e a necessidade de constituição de um pacto nacional para o enfrentamento da pandemia no país.

*Com Agência Brasil

Leia mais:
Dono do Bola Bar, Ademir Costa morre vítima da Covid-19 em BH/
Minas teve 100 mil novos casos da Covid-19 apenas nos últimos 20 dias
Público-alvo da nova remessa de vacinas enviadas a Minas será divulgado nesta sexta