A fiscalização na MG-030, nos arredores da escola Santo Agostinho, em Nova Lima, na Grande BH, será intensificada. A notícia foi recebida com sensação de vitória pela comissão de alunos e diretoria do colégio, que reclamam da falta de segurança na rodovia devido a inoperância dos radares, grande volume de caminhões carregados principalmente por minério e falta de passarelas.

Na manhã desta quarta-feira (4) eles foram até a sede do Departamento de Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER-MG) para entregar um abaixo assinado em nome dos mais de 2 mil alunos e funcionários da instituição que fica às margens da MG-030.

Eles foram recebidos pelo gerente de fiscalização do DER, Luiz Macedo. A intensificação do serviço deve ocorrer nos horários de pico da saída e entrada de alunos, entre 6h30 e 7h30; e também do meio-dia às 14h.

Além da fiscalização, Macedo garantiu aos alunos que encaminhará o pedido de instalação de passarela para o setor responsável do DER que vai analisar a solicitação. “Muitos funcionários e alunos precisam atravessar a rodovia e ainda pular a mureta no canteiro central. Isso é perigoso”, disse a diretora da escola Lorena Macedo.

O DER também garantiu que vai procurar as transportadoras de minério para avaliar o motivo do possível aumento de caminhões, e também realizar ações educativas com esses motoristas. As iniciativas, no entanto, não têm data para começar.

Ainda assim, o grupo está esperançoso. “Foi muito positivo e estamos com expectativas pois fomos muito bem recebidos”, pontuou Lorena.

A estudante da 2ª série do ensino médio, Carolina Nogueira, de 15 anos, deseja ver as mudanças logo. “Os governantes não estão garantindo a segurança inerente à vida. Temos o direito de cobrar isso”, afirmou.

A aluna do 4ª série do ensino fundamental, Beatriz Gomes Batistella, de 9, acredita que a visita pode surtir os efeitos. “Acho importante que tenhamos segurança. No caso dos radares, gostaria que eles voltassem a funcionar porque com eles desligados os carros correm muito”, afirmou.

SEM PREVISÃO

Os 10 redutores de velocidade instalados ao longo da MG-030, que liga Belo Horizonte a Nova Lima, na Grande BH, estão desligados desde outubro do ano passado. O contrato venceu e, devido a questionamentos do novo edital, o processo se encontra paralisado, sem previsão para ser retomado.