Uma festa que reunia mais de 500 pessoas em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, foi interrompida pela fiscalização na noite desse sábado (6). O evento era realizado em um sítio localizado em um condomínio do bairro Quincas do Jacubá. O espaço foi interditado.

Segundo informações da Polícia Militar (PM), o responsável pelo evento foi localizado, mas ninguém foi preso. A festa de música eletrônica estava sendo divulgada nas redes sociais e possuía alvará de funcionamento. A fiscalização, porém, flagrou que o número de pessoas no local estava acima do permitido. Vários estavam em pé e sem máscara, promovendo aglomeração. Fiscais foram ao local após denúncias. 

A operação reuniu a Guarda Civil Municipal de Contagem, com apoio da Polícia Militar, Vigilância Sanitária e da Autarquia Municipal de Trânsito e Transportes de Contagem (TransCon), com objetivo de diminuir as aglomerações na cidade e tentar frear o avanço da Covid-19. 

Outros eventos

Um espetinho, no bairro Alvorada, também em Contagem, também foi interditado pela PM por aglomeração de pessoas. Em um sítio, localizado no bairro Tupã, um casamento também foi interrompido por não cumprir as medidas de prevenção contra a Covid-19. Além de não respeitar o distanciamento social, o local tinha documentação pendente com a Prefeitura de Contagem e não possuía alvará de funcionamento. 

Leia mais:
Covid-19: Saúde prevê 30 milhões de doses ainda este mês
Sabará endurece regras contra a Covid-19 e passa para a 'Onda Vermelha' do Minas Consciente
'Fomos pegos de surpresa', diz empresária sobre novo lockdown em Belo Horizonte