Há quem defenda que a capital mineira fica mais bonita em dias mais frios, época em que os delicados ipês começam a estampar suas cores vibrantes pelas ruas da cidade. Os de cor roxa, por exemplo, já fascinam moradores e turistas. Quem passa por essas árvores, encontradas em vários locais, não resiste: para, tira fotos e se encanta.

O ipê-roxo é o primeiro a florescer. Nos próximos meses, será a vez dos amarelos, brancos e rosados. “São árvores típicas do frio”, diz a agrônoma Cássia Lafetá, da Gerência de Áreas Verdes e Arboriza-ção Urbana da prefeitura. A floração vai de junho a outubro.

As condições climáticas influenciam na reprodução das árvores. Em 2013, foi comum espécies florescerem mais de uma vez na mesma temporada. “No ano passado, ipês de várias cores floresceram juntos”, observou Cássia.

A especialista diz ainda que as espécies se adaptam muito bem na capital. “Quedas são raras, pois a madeira é resistente. Além disso, projeta boa sombra, dando conforto ambiental. Sem falar que embelezam as ruas”.

20.892 ipês estão plantados na cidade, segundo inventário das árvores