Durante a manhã desta terça-feira (25), oficialmente o último dia de Carnaval em Belo Horizonte, blocos como o Juventude Bronzeada, Truck do Desejo, Funk You e Baianeiros fizeram a festa durante a manhã e início da tarde. Mas, desde as 16h, a programação carnavalesca da cidade segue acelerada com pelo menos 10 blocos, que se estendem até a noite. É preciso correr, pois alguns já iniciaram os desfiles.

VEJA, ABAIXO, QUAIS SÃO ELES:

Pisa na Fulô - União
O bloco Pisa na Fulô nasceu em 2015 a partir da integração entre alunos de música e a comunidade do bairro Carlos Prates. Atualmente, a bateria de forró do bloco é formada por cerca de 100 integrantes e instrumentos como zabumba, coco, sanfona e triângulo. A concentração é na rua Professor Amaro Xisto de Queiroz, no bairro União, e o cortejo vai até a rua Nair. 

Enche Meu Copo - Esplanada
O Bloco Enche Meu Copo foi criado em 2013. Além das músicas autorais que compõem o repertório dos desfiles, MPB, pop rock e samba agitam os foliões. A concentração acontece às 17h, na Praça Santa Rita, no Esplanada, e o bloco segue pelas ruas Sete de Abril, 487, Vinte e Oito de Setembro, 730, e Sete de Abril, 284, até terminar na mesma praça.

Espanta Crise - Floresta
Criado em 2013 com cinco músicos, o Bloco Espanta Crise se reúne em frente ao bar Espanta Crise Café com o intuito de festejar o último dia de carnaval com muita música, festa e harmonia. O evento é para todas as idades. A concentração é as 17h na rua Silva Jardim, entre os números 15 a 139, no Floresta, e o cortejo segue até a avenida Assis Chateaubriand.

Mientras Duras - Caiçara
O Mientras Dura é o cortejo carnavalesco da festa homônima, integrante da cena de festas independentes de Belo Horizonte. Com público primordialmente LGBTQI+, é uma opção para os foliões curtirem o Carnaval ao som de música eletrônica que mistura ritmos do mundo, performances artísticas e intervenções visuais, e música de estilo principalmente eletrônica. A concentração é às 17h  na rua Minerva, 819, no Caiçara, e o bloco segue até a rua Apolo, 15. 

Velobloco - Santo Antônio
O bloco traz versões novas de clássicos do rock, com arranjos carnavalescos.  A concentração é às 18h na rua Major Lopes, 4, no Santo Antônio, e o bloco segue pelas vias do bairro até desembocar na mesma rua, número 17.

Arrasta Bloco de Favela - Nova Suiça
O Arrasta Bloco de Favela foi criado e é composto por moradores do aglomerado Morro das Pedras, com maioria para as mulheres negras que articulam o movimento. O cortejo conta com muito Axé, Funk, MPB e Afro Music. A concentração é as 19h30, na rua Central, no Nova Suiça, e o bloco segue até a rua São José.

Bloco Caranguejo - Serra
Inspirado na canção de Chico Science & Nação Zumbi, o bloco Caranguejo surgiu em 2015. Atualmente é composto por 100 integrantes que trazem para a folia muito manguebeat, samba e ritmos africanos. A concentração é às 16h, na rua Glycon Terra Pinto, 90, bairro Serra, e o trajeto segue até a rua Doutor Camilo Antônio Nogueira.

Bloco Haja - Floresta
Desde 2017 desfilando no pré-Carnaval de BH, o Bloco Haja estreia oficialmente em 2020. Com uma grande referência do Bloco Então, Brilha, graças ao mestre Di Souza, o desfile contará com um repertório com muito axé, samba, pagode e pop comandados por uma bateria com mais de 160 ritmistas. A concentração é às 16h, na rua Silva Ortiz, 31, no Floresta, e o trajeto segue até a rua Urucuia.

Me Beija Que Eu Tô no SPC - Floresta
O bloco Me Beija Que Eu Tô No SPC vai para a rua embalando os foliões com rock, MPB e outros gêneros que transpiram brasilidade unindo todos os inadimplentes de BH! A concentração é às 16h na rua Tabaiares, 93, no Floresta, e o bloco segue até a rua Sapucaí, 105. 

Timbaleiros do Ghetto - Centro
Uma reunião de amigos em 2017 se transformou no Timbaleiros do Ghetto, com muito Axé. Funk, Afro Music e outros estilos. A concentração é na rua Dos Caetés, 189, no Centro, e o bloco segue até a rua Dos Tamoios, 149.