Um suspeito de tráfico de drogas foi preso pela polícia no bairro Xangrilá, na região da Pampulha, em Belo Horizonte. O homem, de 26 anos, era o último foragido da operação Babilônia, desencadeada em 2017 para desarticular uma organização criminosa. A companheira dele, de 30, também foi presa na ação, desencadeada nessa terça-feira (29).

Nos fundos da casa do casal, os agentes encontraram enterrados, quase um quilo de cocaína, 50 gramas crack, insumo para produção da cocaína, diversos microcubos, sacos plásticos para embalar drogas, duas balanças de precisão, uma pistola semiautomática 9mm com seletor de rajada, 41 munições e um carregador alongado com capacidade para 35 munições.

Assista ao vídeo do momento em que os policiais encontram drogas e arma:

Conforme o chefe do Departamento Estadual de Combate ao Narcotráfico (Denarc), Júlio Wilke, a pistola apreendida foi adaptada, adquirindo o poder de fogo de uma mini metralhadora. Esse tipo de arma, segundo o delegado, é muito utilizada em execuções e por isso vai ser enviada para a perícia, que verificar se o armamento já foi utilizado em algum homicídio.

No momento da prisão, o homem apresentou um documento de identidade falso e também vai responder por mais esse crime.

Leia mais:
Suspeito de matar a namorada em Nova Lima já ameaçava a vítima, diz delegada
'Matei por ordens do patrão', disse rapaz em surto que esfaqueou menina de 5 anos
Jovem que matou menina a facadas voltou a cena do crime para buscar a cabeça dela
'Nem todos os esquizofrênicos são agressivos e devem ser internados', defende psiquiatra