Um funcionário da empresa Transpes, da qual o deputado federal Lucas Gonzales (Novo) é sócio-diretor, está desaparecido, após o rompimento da barragem 1 da Mina Feijão, ocorrido nesta sexta-feira (25), em Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

O trabalhador estava fazendo um serviço de transporte próximo à mina no momento do desabamento da barragem. Segundo o deputado, a Transpes, especializada em serviços de logística, tentou contato com o funcionário, mas sem sucesso até o momento. Iniciualmente, Gonzales chegou a informar que três funcionários estariam entre os desaparecidos, porém, dois deles não foram afetados pelo desabamento da barragem.

"É uma situação delicada, estamos tentando dar todo o apoio para os familiares da região. Ainda não conseguimos contato, mas não estamos medindo esforços para ajudar a todos", disse o deputado.

Ao todo, o Corpo de Bombeiros de Minas Gerais (CBMG) estima que pelo menos 200 pessoas estejam desaparecidas em virtude do rompimento da barragem.

Leia nota da Vale: 

"A Vale informa que, no início desta tarde, ocorreu o rompimento da Barragem 1 da Mina Feijão, em Brumadinho (MG). A companhia lamenta profundamente o acidente e está empenhando todos os esforços no socorro e apoio aos atingidos.

Havia empregados na área administrativa, que foi atingida pelos rejeitos, indicando a possibilidade, ainda não confirmada, de vítimas. Parte da comunidade da Vila Ferteco também foi atingida.

O resgate e os atendimentos aos feridos estão sendo realizados no local pelo Corpo de Bombeiros e pela Defesa Civil. Ainda não há confirmação sobre a causa do acidente.

A prioridade máxima da empresa, neste momento, é apoiar nos resgates para ajudar a preservar e proteger a vida de empregados, próprios e terceiros, e das comunidades locais".