Um homem de 28 anos, funcionário terceirizado da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig), foi assassinado com vários tiros na noite de terça-feira (19), quando saiu no quintal para cuidar do cachorro, na Vila Renascer, em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. 

O crime aconteceu na casa da vítima, que fica no beco Getúlio Vargas. Quando a Polícia Militar (PM) chegou ao local, encontrou o homem ainda com vida. Ele foi levado pela viatura para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Vargem das Flores, mas morreu pouco após dar entrada no hospital. A médica da unidade de saúde informou que ele tinha 12 perfurações de arma de fogo pelo corpo. 

HOMICÍDIO CEMIG
O homicídio aconteceu na casa da família do homem, que fica em um beco da Vila Renascer, em Contagem

A mãe da vítima relatou que, no início da noite, percebeu um carro de cor escura passando várias vezes pela rua. Por volta das 23h30, o filho teria saído para cuidar do cão e, nesse momento, ela ouviu vários disparos, tendo encontrado o filho sangrando no quintal. 

Nos levantamentos iniciais da PM, três hipóteses sobre a possível motivação do crime foram levantadas. A mãe dele disse que ele sempre era ameaçado por ser funcionário da Cemig e realizar cortes de energia elétrica. Já o pai da vítima contou que o filho era usuário de drogas, o que também poderia ter motivado o assassinato. 

Por fim, os policiais encontraram uma ocorrência feita no último dia 13 de novembro contra o homem assassinato. O registro denunciava uma ameaça praticada por ele contra a ex-companheira. 

Procurada pela reportagem, a Cemig informou que aguarda o desenrolar das investigações para se posicionar sobre o ocorrido. A apuração do assassinato será feita pela 7ª Delegacia de Homicídios de Contagem. 

Leia mais:
Ex-mister Minas Gerais e dono de academia: homem achado morto no Funcionários é identificado
Mãe mata bebê de 2 meses após jogá-la em fogueira no quintal de casa
Jovem é preso após dar facadas em duas mulheres no bairro Tupi