A previsão é de que os funcionários terceirizados dos parques estaduais mineiros, contratados pela Cristal Serviços Especializados, e que não recebiam salários há quase três meses, comecem a receber na próxima segunda-feira (14). O Estado, que havia concordado em quitar o débito, tem até cinco dias úteis para regularizar situação.

Com o atraso, a visitação a 11 parques chegou a ser suspensa, conforme anunciou o Instituto Estadual de Florestas (IEF), no último dia 31. Além dos salários, desde o final de 2015 o FGTS dos funcionários não é recolhido, e há casos de férias vencidas há dois anos que ainda não foram pagas.

No entanto, sengundo Associação Mineira de Defesa do Ambiente (Amda), mesmo que a situação dos salários seja regularizada nos próximos dias, existe a chance de os parques e Unidades de Conservação em Minas Gerais continuarem fechados no feriado de 15 de novembro. 

Ainda de acoro com a Amda, em reunião da Câmara de Proteção da Biodiversidade (CPB), realizada nesta segunda-feira (7), o diretor de áreas protegidas do IEF, Henri Collet, informou que o governo não vai renovar o contrato com a empresa, que termina no início do próximo ano.

Leia mais:

Visitação a parques estaduais está suspensa devido à paralisação de servidores
Funcionários de parques estaduais em Minas receberão salários atrasados
Salário em atraso de funcionários compromete abertura de parques em Minas