A prática de roubo de bikes tem se tornado tão comum que grupos foram criados no Facebook com o objetivo de ajudar as vítimas a divulgarem os roubos, furtos, recuperação ou informar casos de bicicletas suspeitas de serem roubadas.

Um desses grupos é o "Divulgue sua bike roubada!". Só em Belo Horizonte, neste mês de junho, três pessoas anunciaram o sumiço de suas bikes e fizeram apelo a rede social em busca de ajuda.
 
Mauricio Kwasnicka, uma das vitimas desse tipo de crime, relatou em uma postagem que a casa dele foi assaltada na manhã de quarta-feira (17), no bairro Jardim Canadá, em Nova Lima, na Grande BH, e levaram uma bicicleta desmontada e outra montada, deixando um prejuízo total de R$ 13 mil. Ele chegou a fazer uma lista enumerando os equipamentos e as marcas dos objetos levados pelos bandidos. Uma colega dele chegou a comentar o anúncio contando que, no último domingo (14), sua residência também teria sido assaltada e o alvo principal era a bike dela levada.
 
Segundo Kwasnicka, várias pessoas, até mesmo desconhecidas, têm compartilhado seu anúncio nas redes, ajudado a divulgar o material que ele tenta recuperar. "A ideia é que, de alguma forma, as pessoas fiquem em alerta para não adquirirem em sites e grupos de compra e venda, uma bike roubada", explica ele, que divulgou várias fotos e listou os modelos de quadro, rodas, guidão e garfos de suas bikes.
 
No dia 8 de junho, Tiago Nicolau publicou nesse grupo que sua bike, modelo Mosso Discovery 29, de cor preta, cinza e branca, teria sido furtada dentro de sua casa no bairro Prado, na região Oeste da capital mineira.
 
Caroline de Paula lamentou também ter entrado na estatística de roubo e registrou um anúncio de que sua bicileta que, segundo ela, "não é dessas que custam cifras altas, mas tem valor sentimental", teria sido furtada na rua Aimorés, esquina com a avenida Bernardo Monteiro no dia 8 de junho.
 
Pentacampeã tem bikes furtadas e recuperadas
 
Representante do Brasil no mountain bike dos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara-2011 e uma das candidatas a defender o País no Rio-2016, Erika Gramiscelli teve sua casa em Betim, na Grande BH, furtada no dia 9 de abril. Os ladrões tinham alvo muito claro: o material de trabalho da ciclista de 31 anos. As três bicicletas roubadas, juntas, custam pelo menos R$ 60 mil. Isso sem contar os outros equipamentos furtados, todos ligados ao esporte: tênis, óculos e aparelhos eletrônicos de monitoramento.
 
Érica conseguiu recuperar as bikes no início desse mês. Elas foram localizadas no bairro Novo Progresso, em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

Durante as investigações da Polícia Militar, três pessoas acabaram presas, inclusive um homem que tentava negociar as bikes. Rodrigo Duarte Mendes Cunha, 24 anos, foi preso por ter comprado as bicicletas por R$ 7 mil.