Um garoto de 12 anos foi baleado na cabeça, no fim da noite dessa segunda-feira (1º), durante uma manifestação, em Santa Luzia, na Grande BH. A suspeita é que o crime tenha sido cometido por um policial militar reformado. Pela manhã, a reportagem do Hoje em Dia havia informado sobre o falecimento da vítima. No entanto, a informação correta é de que a vítima estaria em estado grave.

Segundo os militares do 35º Batalhão, populares estavam na rua Oliver Teixeira, no bairro Cristina, protestando de forma pacífica contra a Prefeitura Municipal. Em um certo momento, os moradores começaram a pegar os sacos de lixo das lixeiras que foram jogados na rua e incendiados. Testemunhas contaram que, revoltado, o policial Wanderlei Gomes da Fonseca, de 72 anos, saiu de casa e começou a discutir com as pessoas que jogavam o lixo na porta de sua casa.

Nesse momento, a vítima teria xingado o idoso, que sacou um revólver atirou na cabeça no adolescente. Ele foi socorrido para o Hospital de Pronto-Socorro João XXIII. O militar foi preso em sua casa que fica a menos de 100 metros da casa do adolescente morto. O revólver calibre 32 usado no crime foi apreendido. O suspeito foi levado à delegacia de Santa Luzia. Atualizada às 11:40.