Os combustíveis estão mais baratos nos postos da Região Metropolitana de Belo Horizonte. A pesquisa do site Mercado Mineiro, feita entre os dias 4 e 7 de dezembro em 130 estabelecimentos, revela que o preço médio do litro da gasolina ficou R$ 0,23 mais barato para o consumidor, em comparação com os valores cobrados na primeira semana de novembro.

Se no mês passado o preço médio da gasolina era de R$ 4,829, em dezembro o valor caiu para R$ 4,558, uma queda de quase 6%. O menor preço encontrado para o litro da gasolina comum foi de R$ 4,390 e o maior, R$ 4,999, uma diferença de cerca de 14% entre os postos.

O melhor preço médio do combustível foi encontrado na região Leste de BH, a R$ 4,46, que foi seguida por Contagem, a R$ 4,48. Já a média de preço mais alto para a gasolina está na região Centro-Sul, onde o combustível custa em torno de R$ 4,66.

O preço do etanol também caiu. Entre a primeira semana de novembro e a primeira semana de dezembro houve uma queda de 4,26% neste combustível. Antes custando em média R$ 3,076, agora, o etanol está a cerca de R$ 2,945 o litro. O menor preço encontrado foi R$ 2,794 e o maior, R$ 3,399, uma diferença de mais de 21% entre os postos.

A região Nordeste de BH tem o melhor preço médio para o etanol, a R$ 2,871, seguida por Contagem, a R$ 2,88. Já em Betim, o combustível está mais caro, a cerca de R$ 2,95, ficando acima da média de BH, que está em torno de R$ 2,94. A região mais cara para se abastecer com etanol na capital é Venda Nova, com o preço do litro a R$ 3,04, seguida da região Centro-Sul, a R$ 3,02.

O diesel também teve queda de 4% em seu preço médio, caindo de R$ 3,846 para R$ 3,691 o litro. O menor preço encontrado para este combustível foi de R$ 3,370, e o maior, R$ 4,099.

"É uma boa notícia para terminar o ano, mas temos que ficar atentos, porque o consumo de combustível no fim do ano aumenta por causa das viagens, então, a dica é pesquisar sempre", aconselha o diretor do site Mercado Mineiro, Feliciano Abreu.

Leia mais: 
DF e mais 13 estados terão óleo diesel reajustado a partir de novembro
Preço do GNV sobe mais que o da gasolina
Preço da gasolina tem alta de 2,41% em BH e região; até o etanol ficou mais caro