A tradição dos vendedores de jornal, conhecidos também como “gazeteiros”, que anunciam as principais notícias pelas ruas da cidade está de volta a Belo Horizonte na versão repaginada com o novo formato do Hoje em Dia. Desde esta quarta-feira (20), estudantes universitárias estão presentes em diversos pontos da cidade para divulgar a “nova cara” do jornal.

Diferentemente do passado, as modernas “gazeteiras” não atraem os leitores no grito, como observou uma das idealizadoras da ação de marketing, Rosana Prados, da agência Briefing. “Elas estão nas ruas para informar a população o que mudou no jornal: as cores, colunistas, o formato tablóide”, explicou.

Além da simpatia das garotas, as “gazeteiras” podem ser identificadas pelo uniforme “retrô”, na cor vermelha. “Criamos a jardineira e boina porque lembra a década de 1950”, destacou Prados.

A divulgação está prevista para ocorrer durante 90 dias, em diferentes pontos da cidade. Nesta semana, a amostragem e venda dos exemplares serão realizadas na área hospitalar, região Leste; praças 7 e da Estação, no Centro; Shopping Del Rey e avenida Carlos Luz, na região Noroeste; Praça da Liberdade, avenida Bandeirantes, Lagoa Seca, praças da Savassi e da Assembleia, na região Sul.

A ação, que ocorre das 7h às 11h, tem como objetivo chamar atenção de pedestres, motoristas e comerciantes nos pontos estratégicos. “Queremos que todos saibam que o Hoje em Dia, que tem 24 anos de história, está com um formato totalmente inovador”, afirmou o gerente de vendas avulsas, Lucas Campolina Viana.

Segundo ele, o principal objetivo da iniciativa é a divulgação. Contudo, metade dos exemplares das “gazeteiras” foram vendidos, nesta quinta-feira. “As pessoas estão percebendo como ficou mais fácil a leitura e bonito o jornal”, destacou. “As vendas são só uma consequência”, acrescentou Rosana Prados.