Mais um golpe disseminado pelo WhatsApp tem feito milhares de vítimas em Minas e no Brasil. Desta vez, a promessa é de tratamentos dentários gratuitos supostamente por meio do programa "Brasil Sorridente", do governo federal. Só no Estado, a fraude já atingiu 6.755 pessoas, segundo a empresa de segurança virtual PSafe. O número representa 4,1% dos 165 mil acessos registrados no país. A intenção dos cibercriminosos é roubar dados dos usuários.

O Ministério da Saúde já reconheceu que o conteúdo viral é falso. "Para ser atendido pelo programa, não é necessário envio de informações pessoais", frisou a pasta, que reforçou a gratuidade do Sistema Único de Saúde (SUS). "Isso quer dizer que toda a população em território nacional tem direito à assistência em saúde bucal, portanto não é necessário fazer cadastro por telefone, por aplicativo ou link enviado por Whatsapp e não há pré-requisitos para atendimento no programa", enfatiza em comunicado o ministério.

Como funciona

O golpe circula desde maio deste ano, mas houve aumento expressivo de compartilhamento pelo WhatsApp nos últimos dias. Conforme a PSafe, a fraude é simples, mas capaz de entregar para hackers os dados pessoais de quem descuida e preenche o formulário criado pelos cibercriminosos.

Primeiro, o usuário recebe uma mensagem no WhatsApp informando sobre a abertura das inscrições para o "Brasil Sorridente 2019". "Faça seu cadastro e agende sua consulta!", diz trecho da falsa mensagem.

golpe brasil sorridente no whastapp

Nos últimos sete dias, golpe fez 165 mil vítimas no país

Abaixo da mensagem, é disponibilizado um link. Ao tocar nele, o usuário é incentivado a informar estado, cidade e tipo de tratamento que deseja realizar. Na sequência, a vítima precisa fornecer dados pessoais, como nome completo, telefone e e-mail.

Conforme a mensagem, a pessoa ainda precisa compartilhar o link com outros cinco contatos do WhatsApp para garantir o tratamento dental sem custo. E o golpe prossegue com a vítima sendo induzida a conceder permissão para receber notificações dos hackers, sendo direcionada para páginas falsas com anúncios fraudulentos.

Segundo Emilio Simoni, diretor do laboratório de pesquisas da PSafe, golpes que se aproveitam de programas reais do governo federal atingem um número grande de vítimas, por ter bastante apelo junto à população. "Neste ataque em especial, o hacker direciona o usuário para páginas com publicidades suspeitas e, a cada nova visualização, o cibercriminoso ganha mais dinheiro", comentou.

fake brasil sorridente

Fuja do golpe

Para não cair em ataques como esse, o especialista da PSafe afirma que é essencial tomar medidas de segurança, como sempre checar se o link é verdadeiro. Além disso, é importante ficar atento a promessas muito vantajosas ou preços muito abaixo do valor original, pois há grande probabilidade de ser um golpe.

Já o Ministério da Saúde reitera, em comunicado, que, "caso receba essa solicitação de cadastro, não forneça seus dados e procure denunciar às autoridades competentes. Para saber do programa 'Brasil Sorridente', acesse o site oficial do Ministério da Saúde".

Leia mais:
Estelionatário é preso em Belo Horizonte com quase dois mil cartões de crédito em branco
Usuários do Uber relatam prejuízos com 'Treme Treme' em BH e dão dicas de como reaver dinheiro