O militar que personificou a simpatia e a admiração de brasileiros e estrangeiros pelo trabalho do Corpo de Bombeiros após a tragédia da Vale, em Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, foi alvo de crime virtual nesse domingo (28). Pedro Aihara teve um perfil fake criado no Facebook, que relatava ter sido assaltado e necessitar da "doação" de um smartphone. 

No Instagram, o tenente reforçou que nunca pediu doação "de nada" e sugeriu às pessoas que denunciem a conta falsa caso vejam a postagem mentirosa. Aihara também divulgou o link para os seguidores denunciarem o perfil fake. 

"Esse perfil não é meu. Que essa alma pouco iluminada que faz isso pare de se aproveitar da boa fé dos outros", publicou em seus stories no Instagram o porta-voz do Corpo de Bombeiros no resgate em Brumadinho. Ele ainda informou que irá registrar um boletim de ocorrência sobre o ocorrido nesta segunda-feira (29). 

A mentira

No perfil falso, o usuário infrator afirma que teve o relógio, a carteira e um smartphone roubados após um assaltado. Em seguida, explica que está bem, mas diz que "gostaria muito de receber um patrocínio de uma loja de celulares". 

Exigente, o falso Aihara ainda escolhe a marca do aparelho: "quero um iPhone, não precisa ser novo".

Leia mais:

'O mais difícil é lidar com a dor das famílias', diz tenente Aihara sobre rotina em Brumadinho
Mulher é presa com documentos falsos para pegar empréstimo de R$ 18 mil na Zona da Mata
PF prende advogada suspeita de fraudar documentos para receber auxílio reclusão